FAQ Perguntas Mais Frequentes



Ola! É um prazer saber que você esta procurando saber mais sobre Cirurgia Plástica. Esta área da Medicina é realmente impressionante, e os resultados que conseguimos sao extremamente modificadores e duradouros. Separei algumas perguntas que podem orientar você a respeito da cirurgia que você procura.

Dr. Antonio Born


 

Qual o momento correto para se procurar um cirurgião plástico?

A Cirurgia Plástica é uma das poucas áreas dentro da Medicina em que a indicação de uma cirurgia não é dada pelo cirurgião, e sim pelo paciente, por você. Diferente da Cirurgia Geral, da Cirurgia Cardíaca ou da Urologia, onde o Cirurgião define se há ou não necessidade do paciente operar, a Cirurgia Plástica objetiva satisfazer você na correção de um problema que lhe incomoda. Cabe ao Cirurgião Plástico, a mim, analisar sua queixa e informar se é possível ou não a correção deste defeito. E, logicamente, definirmos juntos se realmente a melhor opção para você é mesmo uma cirurgia, e se, com essa cirurgia, conseguiremos atingir um resultado satisfatório pra você e pra mim. Precisamos definir objetivos, e estes precisam ser iguais pra nos dois. Portanto, o melhor momento para se procurar um Cirurgião Plástico é aquele em que você percebeu um problema, e esta disposto a se informar sobre os métodos existentes para resolvê-lo. Te direi se tua queixa procede, e se a Cirurgia Plástica é capaz ou não de satisfazer-nos.

As avaliações sao cobradas?

A primeira vez que você consultar, será cobrado o valor da consulta. Este valor só será cobrado uma vez. A consulta para mostrar o resultado dos exames e fazermos as fotos não é cobrada, assim como os retornos até 3 meses após a sua cirurgia. Todas as consultas após 3 meses sao cobradas como meia consulta. Novas consultas no futuro, por motivos outros que o da sua cirurgia, serão cobradas como uma nova avaliação.

Cirurgia Plástica dói?

A dor é um sintoma subjetivo, ou seja, é sentida pela pessoa. E cada pessoa reage de uma forma `a esses estimulos. Diversos fatores influenciam na percepção da dor, tais como experiências prévias, ansiedades, insatisfações. A maioria das cirurgias plásticas não causa dor no pós-operatório. É incrível como cirurgias de grande porte, como abdominoplastias, mamoplastias ou lipoaspirações podem não causar dor na maioria dos pacientes. Como nestas cirurgias trabalhamos principalmente com pele e gordura, e não entramos na cavidade abdominal ou torácica, seu pós-operatório é praticamente indolor. Normalmente algum desconforto é referido nos primeiros dias, principalmente na lipoaspiração, com a movimentação do corpo, mas é facilmente resolvido com analgésicos fracos, como a Dipirona, que são utilizados somente se houver essa sensação. A maioria dos pacientes utiliza estas medicações somente nos dois primeiros dias, ou mesmo não as utiliza. Mas tenha certeza que medicacoes analgesicas sao sempre capazes de controlar os desconfortos que voce possa sentir na sua cirurgia.

Quais os riscos de uma Cirurgia Plástica?

Os riscos de uma Cirurgia Plástica são os mesmos de qualquer outra cirurgia, com o diferencial que você, para ser submetido a uma cirurgia estética, deverá estar em ótimo estado de saúde. Não operamos pacientes que não estejam em um bom momento, ou em desequilíbrio por alguma doença. Problemas de saúde serão identificados na consulta e nos exames complementares pré-operatórios, que pedirei a você na primeira consulta. Quando encontrado algum problema, iremos primeiramente resolve-lo, e só então a sua cirurgia será realizada. Com isso diminui-se em muito os riscos de complicações. Apesar disto alguns riscos existem, mesmo com todos os cuidados que possamos ter. E estes riscos incluem, primeiramente, insatisfação com o resultado. Por isso é muito importante ter em mente exatamente a sua queixa, e quais os nossos objetivos com a cirurgia. Precisamos conversar abertamente para definirmos exatamente o que queremos. Idéias fantasiosas a respeito dos resultados devem ser desfeitas. Sempre com responsabilidade, irei esclarecer o que é possível e o que não é dentro do seu tratamento. Tão importante quanto evitar complicações é saber tratá-las. Problemas podem acontecer em quaisquer situações, mas a forma como enfrentamos estes é que nos diferencia. Conhecimento técnico, agilidade e presença constante no pós-operatório são imprescindíveis para o correto manejo de eventuais complicações.

O que posso esperar de uma Cirurgia Plástica?

O resultado de uma cirurgia plástica depende de diversos fatores, principalmente os seguintes: - técnica utilizada; - tipo de alteração a ser corrigida; - resposta do organismo à técnica empregada. Com isso percebemos que cada resultado é único. Nunca um pós-operatório será igual a outro, pois são pacientes diferentes, em momentos diferentes da vida, com idades, tipos de pele, elasticidade, quantidade de gordura, disposição da gordura, biotipos diferentes. Portanto o resultado que se pode esperar será baseado em todos estes diferenciais. E a melhor forma de se prever isto será conversando na consulta, quando poderei lhe dizer o que é possível e o que não é para o seu tipo físico. Mas o que com certeza você pode esperar é que ficará muito melhor do que está, e que farei de tudo para alcancarmos os objetivos que traçarmos juntos.

Ocorre infecção em Cirurgia Plástica?

Infecção é um risco inerente a qualquer procedimento cirúrgico. Em Cirurgia Plástica o índice de infecção é muito baixo, pois diversos cuidados são tomados. O fato de trabalhar-se com pacientes sadios e tomar-se todos os cuidados com assepsia, preparo do paciente, esterilização cuidadosa dos materiais, uso consciente de antibióticos profiláticos são responsáveis por taxas muito baixas de infecção.

Lipoaspiração pode ser utilizada para emagrecimento?

Não. A lipoaspiração não é um procedimento para emagrecer o paciente. É sim um tratamento para gordura localizada. Está indicada para pacientes que apresentam uma deposição de gordura anormal em alguma parte do corpo. Pacientes no peso ideal ou outros acima do peso podem ter excesso de gordura localizada em uma ou mais áreas do corpo, e para esses casos a lipoaspiração é um procedimento excelente. Há um limite para a retirada de gordura do corpo humano, e hoje está bem definido que 5% do peso corporal em gordura é um volume seguro para ser retirado. Quando se faz uma lipoaspiração se aspira gordura do paciente. Juntamente com a gordura retira-se o líquido infiltrado e sangue. E o sangue que sai é um fator limitador de quanto se pode retirar. Por esse motivo esses limites devem ser observados. Quando se engorda após uma lipoaspiração, engorda-se no corpo inteiro. As áreas tratadas também engordam, porém não mais com aquele padrão de excesso que existia antes da cirurgia. Ou seja, não se perde o resultado obtido.

Ocorre infecção em Cirurgia Plástica?

Infecção é um risco inerente a qualquer procedimento cirúrgico. Em Cirurgia Plástica o índice de infecção é muito baixo, pois diversos cuidados são tomados. O fato de trabalhar-se com pacientes sadios e tomar-se todos os cuidados com assepsia, preparo do paciente, esterilização cuidadosa dos materiais, uso consciente de antibióticos profiláticos são responsáveis por taxas muito baixas de infecção.

Qual a duração dos resultados de uma ritidoplastia?

A cirurgia de lifting facial ou ritidoplastia é uma cirurgia com o objetivo de rejuvenescimento facial. Mais do que uma cirurgia de embelezamento é uma cirurgia para reposicionar os tecidos desgastados pela ação do tempo. A tração da pele no sentido correto e a correção das estruturas profundas da face permitem um reposicionamento dos tecidos, e a obtenção de um aspecto mais jovial da face. A duração dos resultados não pode ser estimada, pois a partir do momento que esta é realizada, seus resultados são permanentes. Obviamente o processo de envelhecimento permanece ocorrendo, porém sobre tecidos já reposicionados. Com isso, passados 10 anos desta cirurgia, por exemplo, o aspecto do paciente não será o mesmo daquele que seria se o paciente não tivesse sido submetido a este procedimento.

Quais são os exames pré-operatórios solicitados de rotina?

Para que você possa se submeter a uma cirurgia plástica você deve estar em boas condições de saúde. E para que eu possa avaliar bem seu estado atual se faz necessário uma consulta inicial e alguns exames pré-operatórios complementares. Se estes exames estiverem normais, sabemos que os riscos aos quais estarei submetendo você com esta cirurgia serão muito pequenos. Os exames solicitados variam conforme sua história e idade, mas normalmente são exame de sangue, raio X de tórax e eletrocardiograma. Casos específicos necessitam de alguns outros exames, como mamografia ou ultrasonografia mamária, ultrassonografia abdominal, ecocardiograma, teste de esforço, entre outros, a fim de que não sejamos pegos de surpresa durante um procedimento que é para ser feito com total tranqüilidade e segurança.

Qual a melhor anestesia para Cirurgia Plástica?

A anestesia é uma parte importantíssima de sua cirurgia. Diversas anestesias são possíveis atualmente, e a escolha deve ser feita levando-se em conta a cirurgia programada e aspectos inerentes ao paciente, assim como o seu desejo. Algumas cirurgias, como pálpebras (blefaroplastia), orelhas (otoplastia), face (ritidoplastia, lifting facial), ou mesmo lipoaspiração, podem ser executadas sob anestesia local. Outras, como mamas (mamoplastia redutora), nariz (rinoplastia) são mais confortáveis se realizadas sob anestesia geral. E outras podem ser feitas com bloqueios, como anestesia peridural ou bloqueio de nervos, como abdominoplastia, lifting de coxas ou outras cirurgias dos membros inferiores. A decisão final será do anestesista, que escolherá a melhor opção para o seu caso. Obviamente suas experiências passadas com determinada anestesia bem como o seu desejo serão levados em conta no momento desta escolha.

Qual o tempo de recuperação?

A maior parte das cirurgias exige em torno de 15 dias para recuperação. Algumas cirurgias menores exigem pouco tempo de recuperação, como lipoaspirações pequenas, correção de orelha em abano ou ginecomastia, casos em que em torno de 4 a 5 dias são suficientes. Cirurgias maiores ou associações de cirurgias em um mesmo tempo cirúrgico, como face ou mama com abdome, podem exigir uma recuperação mais longa, girando em torno de 15 a 30 dias. Tenha em mente que no período de recuperação você não estará doente, apenas recuperando-se de um procedimento ao qual se submeteu por opção. Isto facilitará em muito sua recuperação e sua aceitação de possíveis desconfortos que possam ocorrer, como sensação de aperto pela cinta ou dificuldades para dormir pela mudança da posição.

As cicatrizes são inevitáveis?

As cicatrizes em uma Cirurgia Plástica são uma preocupação constante tanto para pacientes quanto para nos, os cirurgiões. Um de nossos objetivos sempre será colocar as cicatrizes em locais o menos perceptíveis possível, ou seja, em áreas pouco visíveis. Colocando-se estas em dobras de pele ou na transição de uma área para outra do corpo, fazemos com que elas fiquem menos aparentes. Infelizmente, a maioria das cirurgias exigem cicatrizes, e estas devem ficar com a melhor qualidade e posicionamento possiveis. As cicatrizes são resquícios das incisões necessárias para a realização da cirurgia. Estas são fechadas em vários planos para que se mantenham finas e delicadas, suportando a pressão a que são submetidas. Toda cicatriz passa por três estágios de amadurecimento. Num primeiro momento esta cicatriz fica pouco aparente, logo após a retirada dos pontos, até aproximadamente 30 dias após. Inicia-se após uma fase em que a cicatriz fica mais escura, avermelhada, e que dura 6 meses a 1 ano. Após esse período a cicatriz começa a ficar mais clara, atingindo o aspecto final, clara e frouxa, como uma cicatriz madura. O acompanhamento das cicatrizes no pós-operatório é muito importante, pois no caso de observarem-se alterações pode-se intervir com o uso de medicamentos, cremes ou faixas compressivas para que esta volte a ter o aspecto que desejamos.

Qual a importância da relação médico paciente em Cirurgia Plástica?

Um aspecto básico em qualquer tratamento médico é a confiança que você tem no profissional que está te atendendo. E numa relação onde o procedimento é estético, isto se torna ainda mais importante. É vital que você confie no profissional que vai fazer sua cirurgia, e esta confiança você vai adquirir através de um contato pré-operatório, onde o Cirurgião irá expor as possibilidades de tratamento, conversar com você a respeito da técnica a ser utilizada, dos resultados que você poderá esperar e das possíveis complicações que poderemos encontrar. Um profissional sério dará a você todas as explicações para as suas dúvidas. Confie no médico que irá lhe atender. E caso este não satisfaça as suas expectativas, converse com outro. Não se submeta a qualquer procedimento se você não confiar no profissional. Problemas podem ocorrer nas mãos de qualquer profissional, mas se você não acreditar na competência do seu médico, será muito mais difícil lidar com eles. Observe se o Cirurgião Plástico faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Esta entidade é um órgão sério, e que avalia o profissional antes de habilitá-lo para a prática da especialidade. Obviamente não é um atestado de qualidade, mas garante a você que o profissional foi testado e que foi aprovado para o exercício da Cirurgia Plástica. E não se sinta constrangido de perguntar a respeito da formação do seu médico. Você não estará duvidando da formação deste. Estará sim aumentando sua confiança no Cirurgião, e desta forma melhorando sua relação com ele.

O que é a contratura capsular?

Quando se coloca um corpo estranho dentro de nosso corpo, este responde criando uma cápsula para envolver o corpo estranho. E as próteses funcionam como corpos estranhos. Sempre que se colocar uma prótese, o corpo vai responder criando uma cápsula em torno da prótese, isto em todos os casos. Esta cápsula tem por objetivo separar a prótese do restante do corpo, e tem efeitos muito benéficos. Qualquer processo que venha a ocorrer junto da prótese ficará isolado do restante do organismo por ela. Porém em alguns casos esta cápsula pode sofrer um processo chamado de contratura, ou seja, ela começa a diminuir de tamanho. Como dentro dela está o implante, este começará a sofrer com o aumento da pressão dentro da loja da cápsula. Isto é percebido pelo aumento da consistência da mama, que começa a ficar enrijecida. Nestes casos a conduta correta é a retirada da prótese e da cápsula, com a inclusão de outra prótese no seu lugar. A contratura capsular pode ocorrer em qualquer momento, desde o pós-operatório inicial, até mesmo muitos anos após a sua cirurgia. Alguns modelos de próteses apresentam menos este tipo de complicação. Conversaremos extensamente sobre os diferentes tipos de implantes existentes, e as diferenças entre eles.

Há necessidade de trocar as próteses de mama?

Sempre que você estiver pensando em colocar uma prótese, tenha em mente que um dia você precisará trocá-la. Há anos atrás, quando ainda utilizavam-se próteses lisas, falava-se que a durabilidade das próteses era de aproximadamente 10 anos. Hoje, com a utilização de próteses mais modernas como os implantes de poliuretano e texturizados, tem uma durabilidade indeterminada. Cada vez mais vemos próteses durando períodos maiores, sem complicações associadas. A troca das próteses normalmente pode ser programada, não sendo uma cirurgia de urgência. Você poderá realizá-la num momento que ficar de acordo com a sua nova realidade, no futuro. A maioria das pacientes troca a prótese por outra, de mesmo tamanho ou não. É possível a retirada da prótese somente, mas você deve lembrar que sua mama voltará ao tamanho original, talvez menor, visto que anos se passaram desde o primeiro procedimento, e sua mama evoluiu assim como o resto do seu corpo. Com o passar dos anos as mamas sofrem um processo chamado de liposubstituição, onde o tecido mamário é trocado por gordura. Com isso o tamanho e a consistência delas se alteram. Por isso que quando necessitar trocar a prótese, pense bem se ficar sem elas seria realmente uma possibilidade, visto que suas mamas podem ficar muito pequenas. Alguns fabricantes de próteses dão garantia de 10 anos para os seus produtos. Ou seja, caso você tenha algum problema relacionado com a qualidade da prótese em até 10 anos após sua cirurgia, eles fornecerão outro implante sem qualquer custo. Por esse motivo, guarde a nota fiscal de sua prótese, bem como todos os documentos que irei lhe fornecer.